Explorando o potencial: otimização dos investimentos em nuvem | NTT DATA

qua, 17 janeiro 2024

Explorando o potencial: otimização dos investimentos em nuvem

A maioria das empresas latino-americanas já utiliza algum modelo de nuvem. Entretanto, as empresas que souberem aproveitar esse modelo com visão estratégica para os negócios terão melhores condições de competir no futuro.

O nível de adoção da nuvem na América Latina chega a 98% das empresas. Esse número impressionante e encorajador é apenas o começo da jornada de transformação. O recente relatório Nuvem na América Latina 2023, realizado pela NTT DATA em parceria com o MIT Technology Review en español, não apenas nos permite obter uma visão abrangente do que acontece na região em relação a essa tecnologia, mas também nos convida a ser otimistas, já que, devemos alcançar níveis ainda mais elevados de inovação no futuro.

Tudo indica que as organizações da região multiplicarão seus investimentos na nuvem nos próximos três anos, sendo que a maioria deve registrar um aumento superior a 75%. Independentemente dos números, esse é um grande avanço em termos de maturidade. As novas iniciativas que se concentram na nuvem não nascem mais de uma perspectiva tecnológica, mas com a mentalidade de como gerar melhores resultados e valor para os negócios. Trata-se de um investimento mais inteligente, integrado às necessidades dos negócios.

Isso afasta a ideia inicial de que adotar a nuvem é mover a infraestrutura local do data center para um ambiente mais flexível, escalável e gerenciável em termos de custo e manutenção. Na realidade, é muito mais do que isso, pois representa a base para a criação de novos negócios e, principalmente, para acelerar a inovação. A nuvem é a principal habilitadora para o desenvolvimento da inteligência artificial, do metaverso, das realidades virtual e aumentada, da Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) e muitas outras tecnologias.

As diversas vantagens proporcionadas pela nuvem convergem para eficiência, resiliência, segurança, excelência operacional e economia de custos de infraestrutura, otimização do time to market, impacto direto na criação de modelos de negócios, agilidade na tomada de decisões e melhoria experiência do cliente

 

O caminho para a maturidade

Para alcançar esse ponto de maturidade, as organizações precisam ter uma visão de negócios sobre o potencial da nuvem e construir casos de uso que tenham impacto direto nos negócios. É importante entender que os negócios não podem esperar. Todas essas mudanças precisam ser feitas "na hora", as empresas precisam repensar os principais aspectos de sua estratégia de nuvem, inclusive a gestão de dados, o modelo operacional, a conformidade regulatória e o impacto nos negócios, sem desacelerar seu progresso.

Ao longo da jornada, não se pode perder o foco no fato de que a adoção madura da nuvem envolve uma transformação do modelo operacional e da forma como nos relacionamos com clientes e colaboradores, portanto, é essencial realizar uma gestão de mudanças e identificar qual a resistência entre as pessoas envolvidas.

Por todos esses motivos, é essencial ter um parceiro estratégico experiente que possa acompanhar de perto essa jornada, garantindo resultados e minimizando riscos.

 

Do talento à otimização

Ao mesmo tempo, é essencial desenvolver habilidades digitais para explorar e capitalizar ao máximo as oportunidades geradas. Este não é um problema secundário. A escassez de talentos nesse segmento é uma das principais barreiras identificadas pelas organizações latino-americanas quando o assunto é obter valor da nuvem. O ecossistema de tecnologia vem assumindo a corresponsabilidade no treinamento, na certificação e na certificação avançada, para aumentar o número de profissionais com capacidade para colaborar nesses projetos e garantir uma maior especialização para todos.

Outro ponto importante é a otimização contínua da nuvem, que abrange diferentes áreas: tecnológica, financeira, cultural, talento aplicado e resultados para os negócios. É preciso verificar a todo momento se os objetivos planejados estão sendo alcançados. Dentro desse contexto, surge com destaque a incorporação de práticas de FinOps (operações financeiras), ou seja, a práticas que visam à otimização de custos na gestão de recursos em nuvem. Mais de 80% das empresas consideram importante a implementação de FinOps.

Não estamos falando de opções, mas de tempo. A tendência é irreversível. Todas as empresas latino-americanas vão adotar a nuvem e, com isso, vem o ganho de maturidade. As empresas que adotarem a nuvem primeiro terão melhores oportunidades de competir e liderar no futuro.


How can we help you

Get in touch